Tribunal de Viseu

Presidente da Câmara de Tondela condenado a perda de mandato

José Ricardo Ferreira

José António Jesus vai beneficiar da suspensão de pena de cinco anos de prisão

Foto João Manuel Ribeiro/global Imagens

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, foi esta tarde condenado pelo Tribunal de Viseu a uma pena de cinco anos de prisão, mas com a execução da pena suspensa, por ter recebido ajudas de custo por deslocações efetuadas em viaturas próprias, quando na realidade tinha utilizado carros do município.

O autarca do PSD foi ainda proibido de exercer funções públicas durante quatro anos e tem que pagar uma multa de 900 euros.

No mesmo processo, o antigo vice-presidente da autarquia tondelense, Pedro Adão, foi condenado a uma pena suspensa de quatro anos e dois meses de cadeia e está proibido de exercer funções públicas durante três anos e meio. Tem igualmente de pagar uma multa de 800 euros.

José António Jesus e Pedro Adão receberam, ambos, indevidamente mais de 10 mil euros de ajudas de custo, um valor que, entretanto, devolveram.

Na leitura do acórdão a juíza Conceição Oliveira explicou que a perda de mandato só poderá ser aplicada quando a decisão do coletivo transitar em julgado.

O advogado do autarca, Leopoldo Camarinha, garantiu aos jornalistas que vai recorrer.

"Nós continuamos a entender que os arguidos não incorreram nos crimes pelos quais foram condenados e nessa medida vamos interpor recurso", declarou, acrescentando que "só há perda de mandato após trânsito" em julgado.