Setúbal

Apresentadora Sara Santos quer prisão para médico acusado da morte da bebé 

Apresentadora Sara Santos quer prisão para médico acusado da morte da bebé 

O Ministério Público de Setúbal acusou um médico obstetra com cerca de 70 anos do Hospital de Setúbal pela morte da bebé da apresentadora de televisão Sara Santos, durante o parto, em fevereiro de 2018.

Ao JN, Sara Santos mostra-se satisfeita com a chegada do processo a tribunal e pede a condenação do médico a uma pena prisão efetiva. "A acusação era esperada devido às provas e agora quero-o atrás das grades", considerou a antiga apresentadora da SIC.

O parto ocorreu no dia 6 de fevereiro de 2018. Sara Santos deu entrada no hospital de São Bernardo, em Setúbal, com contrações e devia ter sido submetida a cesariana de urgência. Os exames feitos na admissão revelaram que a bebé estava em sofrimento, mas a operação só ocorreu três horas depois. A bebé acabou por morrer.

O Ministério Público de Setúbal acusa o obstetra responsável pela operação de prolongar o sofrimento da bebé, resultando daí a morte e considera que esta podia ter sido evitada se o parto ocorresse logo após o resultado dos exames.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG