Exclusivo

ARS condenada por despedimento ilegal de médico brasileiro

ARS condenada por despedimento ilegal de médico brasileiro

Ao fim de 26 anos e de dez processos judiciais vencidos pelo clínico de Braga que já se reformou.

O Tribunal Central Administrativo do Norte (TCAN) confirmou, em acórdão de janeiro, que a Administração Regional de Saúde do Norte tem de indemnizar o médico luso-brasileiro José Barros de Brito, ilegalmente demitido das funções que exercia no antigo Hospital de São Marcos, de Braga, pelo então administrador Lino Mesquita Machado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG