Investigação

ASAE desmantela fábrica de máquinas de jogo ilegal

ASAE desmantela fábrica de máquinas de jogo ilegal

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou o desmantelamento, esta sexta-feira, nas imediações da cidade de Loures, "de um local onde se procedia de forma ilícita à produção e programação de máquinas de jogos de fortuna ou azar, as quais eram disseminadas por vários pontos do país". Não foram feitas detenções.

Elementos da Unidade Operacional de Évora da ASAE executaram mandados de buscas, emitidos no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público de Portalegre, em que foram apreendidos 59 móveis de máquinas de jogo com respetivos componentes e programação, dez computadores, uma roleta digital, três "slots machines", 32 monitores LCD, cinco tabletes, 14 telemóveis, 104 noteiros, 3 contadores profissionais de montantes pecuniários, 13 memórias RAM, 18 "motherboards", nove discos rígidos, 22 impressoras de talões de apostas de jogos online, um sistema remoto de videovigilância e outro material diverso, tudo num valor aproximado de 75 mil euros, além de 1350 euros em numerário resultantes, alegadamente, da exploração ilícita de jogos.

Nas buscas e nas pesquisas digitais aos equipamentos informáticos e eletrónicos foi ainda apreendida documentação em suporte físico e digital, "pela existência de indícios de ligação da unidade de produção e seus representantes legais, enquanto distribuidores e responsáveis pelo material de jogo, alvo de diversas apreensões deslocalizadas territorialmente e efetuadas por diferentes órgãos de polícia criminal".

Um indivíduo foi constituído como arguido e ficou sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência, informou ainda a ASAE, acrescentando que "continuará a desenvolver ações de combate e repressão, em todo o território nacional, ao flagelo do jogo ilícito e aos seus crimes conexos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG