Julgamento

Assaltante de associações em silêncio perante Tribunal da Feira

Assaltante de associações em silêncio perante Tribunal da Feira

Homem é suspeito de ter assaltado mais de uma dezena de associações.

Um homem de 45 anos, suspeito de furtos em várias instituições dos distritos de Aveiro e Porto, começou a ser julgado, esta quarta-feira à tarde, pelo coletivo de juízes do Tribunal da Feira. O arguido optou pelo silêncio, não prestando qualquer esclarecimento dos factos de que é acusado.

Responde por um total de 14 crimes, 12 dos quais relativos a furto e os restantes por falsificação e tráfico.

De acordo com a acusação, o arguido praticou vários furtos no ano de 2020, em associações e instituições como o Centro Social de Aguada de Baixo, o Sporting Clube de Coimbrões, em Gaia, a Casa da Juventude de Guilhabreu, em Vila do Conde, a Associação Pelo Prazer de Viver e a Juventude Atlética Mozelense, ambas na Feira.

Acrescem, ainda, furtos no Posto Médico, Junta de Freguesia e Centro Social de Mamodeiro. E também na Associação Terras de Antuã, Salreu e Centro Social Santa Eulália de Vale Maior.

Nestes locais foram furtados vários objetos, tendo sido recuperados alguns deles na altura da detenção do homem, a 16 de março de 2020, em Nogueira da Regedoura, Feira.

Conduzia uma carrinha furtada com a matrícula alterada e tinha na sua pose uma quantidade não especificada de cocaína.

PUB

Durante a tarde foram ouvidas várias testemunhas. O arguido encontra-se em prisão preventiva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG