Premium

Ateou fogo junto ao hospital em protesto por ter tido alta

Ateou fogo junto ao hospital em protesto por ter tido alta

A PSP de Vila Real deteve um homem que é suspeito de ter incendiado uma mata num bairro da cidade e já tinha sido constituído arguido por atear outro fogo junto aos depósitos de oxigénio do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro. Terá agido no primeiro caso porque queria ser preso e no segundo em protesto por lhe ter sido dada alta contra a sua vontade.

O suspeito, de 48 anos, sem profissão, terá sido hospitalizado na semana passada e no dia 7, apurou o JN, pretenderia continuar internado por não ter trabalho nem fontes de rendimento, tendo ali garantidas alimentação e um local para dormir. Como teve alta, terá decidido atear um fogo a umas paletes que estavam junto aos depósitos do oxigénio, criando uma situação de grande perigo. Foi identificado e constituído arguido.

Ontem de manhã, no entanto, foi detido logo após ter ateado um incêndio junto ao Bairro de Santa Maria, ainda dentro do perímetro urbano. Quando os agentes o detiveram ainda tinha em seu poder o isqueiro e o papel de revista que usara para atear o fogo. Os bombeiros evitaram que das chamas resultassem consequências graves, nomeadamente para as habitações.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG