Polémica

Atropelou, matou, fugiu e continua a poder conduzir

Atropelou, matou, fugiu e continua a poder conduzir

Um condutor detido pela Polícia Judiciária (PJ) da Guarda por atropelar um pastor, abandonando o local sem lhe prestar assistência, em Figueira de Castelo Rodrigo, foi libertado sem que lhe fosse aplicada qualquer restrição e pode continuar a conduzir. A vítima morreu.

O condutor é um reformado, de 76 anos que, sem filhos e com a mulher internada num lar, é conhecido por conduzir alcoolizado na zona, suspeitando as autoridades que se encontrasse nesse estado quando colheu o pastor.

A vítima, de 55 anos, seguia cerca das 19 horas pela berma da estrada que liga as localidades de Mata de Lobos e Escalhão, fez na sexta-feira uma semana, quando foi atingida por uma viatura que, atesta a PJ, era conduzida pelo detido. Caminhava tranquilamente em direção a um café situado ali perto.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG