O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Autarca do Chega disparou caçadeira contra família estrangeira por ódio racial

Autarca do Chega disparou caçadeira contra família estrangeira por ódio racial

O vogal de Freguesia de Moura fez comentários xenófobos em discussão com homem natural do Curdistão, que tem nacionalidade sueca e passava pelo Alentejo com a mulher e sete filhos.

Vítor Ramalho, autarca do Chega na Assembleia de Freguesia da Póvoa de São Miguel, no concelho alentejano de Moura, distrito de Beja, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) depois de efetuar disparos de caçadeira contra uma família sueca. As vítimas são um casal - o homem oriundo do Curdistão e a mulher sueca - e sete filhos menores. Em comunicado, a PJ afirmou, ontem, que a motivação do suspeito foi "aparentemente determinada por ódio racial".

Vítor Ramalho, recém-eleito vogal de Assembleia de Freguesia para o mandato 2021-25, é suspeito de um crime de homicídio qualificado, na forma tentada, mas não foi presente a um juiz de instrução. Porque o Ministério Público de Moura não promoveu outras medidas de coação para além do termo de identidade e residência. Por aquela razão, ainda, o arguido foi imediatamente libertado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG