Exclusivo

Autarcas detidos por combinar preços de obras com empresários

Autarcas detidos por combinar preços de obras com empresários

PJ suspeita que presidente e vice da Câmara de Montalegre se associaram a grupo de empreiteiros para inflacionar valores e entregar concurso a "amigos".

O presidente da Câmara de Montalegre, Orlando Alves, o vice, David Teixeira, assim como o chefe da Divisão de Obras da autarquia foram ontem detidos pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto por suspeitas de terem montado um esquema para lucrar à custa de empreitadas do município. São suspeitos de terem montado um "cartel" com um grupo restrito de empresários a quem distribuíam adjudicações ou concursos das obras públicas. Em causa estão crimes de associação criminosa, prevaricação, recebimento indevido de vantagem, falsificação de documentos, abuso de poder e participação económica em negócio, tendo como pano de fundo contratos de cerca de 20 milhões de euros.

Pelo que o JN apurou, o esquema consistia em concertar os preços, as propostas e o vencedor dos concursos ou adjudicações das obras municipais. De acordo com a investigação, os autarcas e o chefe de divisão tinham duas dezenas de empreiteiros "amigos", que entre 2014 e este ano ganharam, à vez, todas as obras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG