Exclusivo

Autópsia de "Conde" detetou lesões na cara e nos braços

Autópsia de "Conde" detetou lesões na cara e nos braços

O relatório da autópsia de Fernando Ferreira, o empresário de Guimarães conhecido como "Conde" assassinado em janeiro do ano passado, foi inconclusivo quanto à causa da morte.

No entanto, os peritos encontraram lesões na face e nos braços que indicam que a vítima foi retirada do carro à força e depois agredida para dizer onde estavam os 135 mil euros que os agressores pensavam que ele tinha roubado.

António Silva ("Toni do Penha") e Hermano Salgado foram detidos na passada terça-feira por suspeitas de homicídio qualificado e furto qualificado. A investigação crê que ambos atraíram "Conde" para a zona fluvial de Briteiros, em Guimarães, e agrediram-no com o intuito de descobrirem o paradeiro do dinheiro. Depois, atiraram-no ao rio, concluiu a investigação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG