Almada

Autoridades em alerta por furtos nas praias da Costa da Caparica

Autoridades em alerta por furtos nas praias da Costa da Caparica

Um grupo de jovens entre os 17 e 20 anos tem efetuado furtos nos areais das praias da frente urbana da Costa da Caparica, em Almada, desde o início da semana.

Os alvos são os bens deixados pelos banhistas nos areais enquanto dão um mergulho no mar. Carteiras, telemóveis e outros bens valiosos são furtados sem que os seus proprietários deem por isso.

Ao que o JN apurou junto da Polícia Marítima de Lisboa, na segunda-feira houve queixas na praia do Tarquino-Paraíso e três jovens, uma rapariga e dois rapazes, foram identificados pelas autoridades depois de nadadores salvadores se terem apercebido dos furtos.

Na terça-feira, nova queixa chegou às autoridades na mesma praia. A GNR, apurou o JN, apesar de não ter recebido qualquer queixa de furto, está ao corrente da situação.

O modus operandi dos suspeitos passa pela vigilância das vítimas, preferencialmente as que estão nas palhotas em plenas zonas concessionadas. Assim que estas vão dar um mergulho, os suspeitos atuam. Normalmente um ou dois jovens realizam o furto, enquanto os restantes vigiam a zona envolvente.

O JN apurou ainda que têm chegado informações sobre a atuação do mesmo grupo nas praias ao longo do paredão da Costa da Caparica, entre o Barbas e a praia do Tarquino-Paraíso.

Outras Notícias