"e-Toupeira"

Benfica acusa Ministério Público de absurdas e injustificadas imputações

Benfica acusa Ministério Público de absurdas e injustificadas imputações

O Benfica reagiu, em comunicado, ao anúncio da acusação do Ministério Público no processo e-Toupeira, que acusa a SAD benfiquista e o assessor jurídico Paulo Gonçalves de corrupção.

Salientando "o insólito e lamentável facto de ser emitido um Comunicado da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa a enunciar o termo da acusação, sem notificação e o conhecimento do conteúdo pelas partes envolvidas", o Benfica garante que vai "desmontar as absurdas e injustificadas imputações do Ministério Público" assim que tenha conhecimento dos termos concretos da acusação.

"Mantemos a firmeza e clareza da nossa posição, anunciada logo que foi dado conhecimento público desta situação, quanto à inexistência de factos que justifiquem qualquer acusação no âmbito deste processo", lê-se ainda na nota à comunicação social, na qual o clube reafirma que "nenhum elemento da Administração da SAD do Sport Lisboa e Benfica teve qualquer tipo de contacto ou conhecimento sobre os factos imputados neste processo".

Este processo versa "sobre uma matéria sobre a qual, se alguém tem sido vítima, trata-se precisamente do Benfica", lê-se no comunicado, emitido em nome do conselho de Administração da Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD.