Premium

Benfica paga a russos para seguir rasto dos e-mails

Benfica paga a russos para seguir rasto dos e-mails

Clube da Luz faz tudo para tentar descobrir quem tem alojado informação confidencial divulgada em blogues anónimos.

O Benfica contratou uma empresa de cibersegurança e um escritório de advogados em Moscovo, na Rússia, para tentar identificar os responsáveis de empresas proprietárias de servidores na Internet nos quais foram alojados os seus e-mails confidenciais e que têm vindo a ser divulgados, desde abril do ano passado, através de blogues anónimos. No entanto, não teve sucesso até ao momento nesta investigação por conta própria, sem intervenção das autoridades.

Num processo que opõe o Benfica à Google, outras empresas de tecnologia e bloggers anónimos, que deu entrada em abril, num Tribunal da Califórnia, Estados Unidos, e a que o JN teve acesso, o clube da Luz explicou que durante "seis meses" procurou as "localizações físicas da Realistic Group e Regtime", na Rússia. Estas são duas empresas de tecnologia que terão alojado informação confidencial sobre "contratos de jogadores, dados de recrutamento de atletas e informação corporativa", não se confundindo com a Google e a Wordpress, que alojam os blogues onde é feita a divulgação dos e-mails através de ligações aos servidores daquelas empresas.