Processo

Berardo já está no tribunal para ser ouvido por Carlos Alexandre

Berardo já está no tribunal para ser ouvido por Carlos Alexandre

Joe Berardo chegou pelas 16 horas desta quarta-feira, longe dos olhares dos jornalistas, ao Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), em Lisboa, para ser interrogado pelo juiz Carlos Alexandre, depois de, na terça-feira, ter sido detido por suspeitas de burla, fraude fiscal e branqueamento.

O empresário, de 76 anos, pernoitou no estabelecimento prisional anexo à sede da PJ, em Lisboa, e com ligação interior ao TCIC. À chegada ao tribunal, o advogado de Berardo, Paulo Saragoça da Matta, disse aos jornalistas não saber ainda se o seu cliente iria ou não prestar declarações. A diligência decorre à porta fechada e não tem hora para terminar.

Além de Berardo, também André Luiz Gomes, advogado de longa data do empresário e igualmente detido na terça-feira, será interrogado por Carlos Alexandre. O seu mandatário, João Costa Andrade, não falou aos jornalistas à chegada ao TCIC.

Tal como o JN já noticiou, o Ministério Público está a investigar o empréstimo, sem garantias válidas, de centenas de milhões de euros por parte da Caixa Geral de Depósitos a Berardo, para financiar a compra de ações no BCP. O empresário madeirense é também suspeito de ocultar e dispersar bens para evitar pagar as dívidas.

O processo conta, no total, com 11 arguidos, incluindo o ex-presidente do banco público, Carlos Santos Ferreira, por administração danosa. As medidas de coação aplicadas por Carlos Alexandre a Joe Berardo e a André Luiz Gomes, os únicos detidos, poderão não ser conhecidas esta quarta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG