O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Boaventura suspeito de forjar saldo milionário para burlar empresários

Boaventura suspeito de forjar saldo milionário para burlar empresários

A investigação da Polícia Judiciária (PJ) e da Direção de Finanças (DF) do Porto que levou, em dezembro, à detenção de César Boaventura, suspeita que o agente de futebol tenha forjado saldos bancários milionários em contas sediadas no estrangeiro para burlar empresários. Estes supostos saldos serviriam de garantia para que as alegadas vítimas lhe entregassem dinheiro para investir em negócios do futebol. Em causa estará mais de meio milhão de euros.

De acordo com informações recolhidas pelo JN junto de fonte judicial, foram pelo menos dois os empresários que César Boaventura levou a investir em alegados negócios de transferências de jogadores. Um deles, Marco Carvalho, chegou a ser detido no âmbito da Operação Malapata, que investiga crimes de fraude fiscal, falsificação informática e branqueamento de capitais. Este empresário da Trofa terá sido convencido por Boaventura a investir dezenas de milhares de euros, sem ter obtido, até agora, qualquer retorno.

Os saldos bancários milionários que Boaventura assegurava ter no estrangeiro eram apresentados como uma espécie de garantia e o agente de futebol Marco Carvalho decidiu investir. Só deste engenheiro de formação Boaventura terá recebido, nos últimos anos, mais de 200 mil euros, provenientes de uma empresa de Marco Carvalho, sediada na Trofa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG