Julgamento

Bombeira condenada a 17 anos de prisão por tentar matar o filho

Bombeira condenada a 17 anos de prisão por tentar matar o filho

O Tribunal Central Criminal de Lisboa condenou a 17 anos de prisão a bombeira acusada de, em 2018, ter tentado matar o filho de sete anos.

O coletivo de juízes deu como provado que, entre abril e julho de 2018, Patrícia R., de 28 anos, tentou, em ocasiões distintas, afogar a criança num tanque, sufocá-la e, por fim, envenená-la, várias vezes, com clorofórmio.

O químico terá sido administrado quando a criança se encontrava já hospitalizada. A vítima teve várias paragens cardiorrespiratórias e chegou a estar coma induzido, mas sobreviveu.

A arguida terá ainda de pagar 300 mil euros de indemnização ao filho e 25 mil euros ao pai da criança.

O Centro Hospitalar do Oeste e o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte serão igualmente compensados, no total, em mais de 22 500 euros.

A decisão, conhecida esta segunda-feira, é passível de recurso.

Outras Notícias