Exclusivo

Bombeiro pirómano vai para a cadeia seis anos e meio

Bombeiro pirómano vai para a cadeia seis anos e meio

Julgado e condenado por atear quatro fogos em Torres Vedras tinha pedido pena suspensa, mas Supremo recusou.

Um bombeiro voluntário, de 40 anos, foi condenado a seis anos e meio de prisão efetiva pela autoria de quatro incêndios florestais, três dos quais agravados, em Torres Vedras, onde prestava serviço. A defesa recorreu, pedindo a suspensão da pena, mas o Supremo Tribunal de Justiça recusou, por considerar que houve um "grave" grau de ilicitude e o bombeiro, apesar de ter confessado, nunca reconheceu a "censurabilidade e gravidade" da sua conduta

No verão de 2018, em dias seguidos, foram ateados incêndios florestais junto da casa do suspeito, que era bombeiro há 24 anos. Das duas vezes, foi ele que deu o alarme e o primeiro a combater o fogo. A coincidência fez levantar suspeitas, mais ainda quando se comprovaram os indícios de fogo posto. A GNR local abriu uma investigação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG