Mogadouro

Bombeiro suspeito de atear sete fogos fica em liberdade

Bombeiro suspeito de atear sete fogos fica em liberdade

Ficou em liberdade com apresentações diárias às autoridades o bombeiro de 39 anos detido pela Polícia Judiciária na passada terça-feira, por suspeita de ter ateado sete focos de incêndio no concelho de Alfândega da Fé.

O suspeito foi ainda destituído das funções de bombeiro, ficou proibido de aproximar-se de áreas agrícolas ou florestais e adquirir material suscetível de ser usado para provocar incêndios, tendo ainda de entregar à GNR o material que tiver em sua posse.

Os incêndios terão ocorrido entre os dias 22 e 28 de junho, 18 de julho, 3 de agosto e 2 de setembro de 2019, e terão consumido cerca de 110 hectares de área de mancha florestal em várias freguesias do concelho.

Segundo comunicado da Judiciária, "os focos de incêndio colocaram em perigo uma vasta mancha florestal, constituída por mato, área agrícola, bem como habitações, de valor consideravelmente elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros".

Outros Artigos Recomendados