Tráfico

Brasileiro viajou para Lisboa com 1,3 quilos de cocaína no organismo

Brasileiro viajou para Lisboa com 1,3 quilos de cocaína no organismo

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu mais de 44 quilos de cocaína. A maioria foi traficada entre o Brasil e Portugal em caixas enviadas no porão de um avião, mas 1,3 quilos chegaram ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, em forma de "bolotas" engolidas por um passageiro. Esta "mula", de nacionalidade brasileira, foi detida quando já estava a entregar a droga a um segundo traficante, que também foi detido.

Segundo o JN apurou, o brasileiro engoliu os cerca de 1,3 quilos de cocaína e fez a viagem aérea até Lisboa. À chegada ao aeroporto, o homem levantou as suspeitas dos inspetores da Unidade Nacional do combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE) da PJ que, mais tarde, o localizaram num hotel da capital. Foi na unidade hoteleira que aquele evacuou as "bolotas" de cocaína e entregou a droga a um segundo traficante, um luso-guineense com cadastro por tráfico de droga, que foi ao seu encontro.

Os dois homens foram detidos pela PJ, nesta semana, logo após a transação e ambos foram postos em prisão preventiva.

PUB

Funcionários aeroportuários com ligações ao narcotráfico

No mês passado, no âmbito de outra operação, a UNCTE não conseguiu deter nenhum traficante, mas apreendeu 43 quilos de cocaína, também no Aeroporto Humberto Delgado. A droga estava no interior de duas caixas, encontradas no porão de um avião que efetuou, igualmente, a ligação transatlântica.

Uma das linhas de investigação da PJ aponta para a possibilidade destas caixas terem sido colocadas no avião, por funcionários do aeroporto com ligações a narcotraficantes, quando este se preparava para iniciar a viagem para Portugal.

Já no aeroporto lisboeta, as caixas, que não tinham remetente e ostentavam um destinatário falso, seriam retiradas igualmente por funcionários aeroportuários contratados por redes de tráfico. Antes disso acontecer foram, porém, recolhidas pela PJ.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG