Tribunal

Cadastrado que tentou matar idosa em Lousada fica em preventiva

Cadastrado que tentou matar idosa em Lousada fica em preventiva

Ricardo Costa, o cadastrado por homicídio, de 29 anos, que esfaqueou, na quinta-feira, uma vizinha em Macieira, Lousada, enquanto estava em liberdade condicional, foi este sábado colocado em prisão preventiva, pelo Tribunal de Penafiel.

Conhecido por ter assassinado um amigo com 23 golpes de tesoura, o homem apelidado de "Branquinho" ajudou a vítima, de 85 anos, a levar as compras para casa, na quinta-feira. Atacou-a na habitação para lhe roubar cerca de 500 euros. Maria de Fátima Bessa, esfaqueada no pescoço, teve de ser operada de urgência no Hospital Padre Américo, onde continua internada.

Desde a primeira hora, "Branquinho" foi apontado como agressor e a GNR lançou uma caça ao homem, na região do Vale do Sousa. Mas só no dia seguinte, na sexta-feira, Ricardo Costa foi detido pela brigada de homicídios da Polícia Judiciária do Porto. Estava numa unidade hoteleira de Valença do Minho. Estava prestes a fugir para Espanha.

"Braquinho" foi condenado em 2009 a 14 anos de cadeia por ter assassinado um seu amigo, conhecido por "Nheca", em Lousada. Desde setembro de 2020 estava em liberdade condicional, tendo regressado a Lousada, onde cometeu diversos ilícitos. Era suspeito de agressões e maus tratos a animais. O Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas da GNR quis deter Ricardo Costa por maus-tratos à irmã e à mãe. O Ministério Público não emitiu mandados de detenção.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG