Maia

Cadastrado roubou bomba de gasolina e tentou "carjacking" para fugir à GNR

Cadastrado roubou bomba de gasolina e tentou "carjacking" para fugir à GNR

A GNR anunciou, este domingo, a detenção, "em flagrante", de um homem de 37 anos "por roubo em posto de abastecimento de combustível, no concelho da Maia", no distrito do Porto, tendo o suspeito ficado em prisão preventiva.

​​​​​​"O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação Criminal de Matosinhos (NIC), no dia 12 de outubro [quarta-feira], deteve em flagrante um homem de 37 anos por roubo em posto de abastecimento de combustível, no concelho da Maia", pode ler-se num comunicado da GNR divulgado este domingo.

A Guarda detalha que a detenção ocorreu "no decorrer de uma ação de patrulhamento", em que os militares "constataram que estava a decorrer o roubo, tendo de imediato realizado diligências policiais para intercetar e deter o suspeito".

PUB

O homem "colocou-se em fuga" ao perceber a presença das autoridades, "tentando por duas ocasiões roubar duas viaturas e ameaçar os militares da GNR com recurso a uma arma branca de modo a tentar impedir a sua detenção".

"No seguimento da ação, introduziu-se numa viatura que se encontrava parada na berma e ameaçou o seu ocupante com recurso a uma arma branca, tentando forçá-lo a iniciar a marcha com o veículo de modo a concretizar a fuga", de acordo com a GNR.

O detido tem "antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza", e foi "constituído arguido e presente ao Tribunal Judicial de Matosinhos, no dia 13 de outubro, tenho-lhe sido decretada a medida de coação de prisão preventiva", pode ler-se no comunicado.

Segundo aquela força de segurança, "através da ação dos militares foi possível a interceção do suspeito, tendo culminado na sua detenção", e no decurso das diligências realizadas foram apreendidos "uma arma branca, 628 euros em numerário, 60 maços de tabaco, três telemóveis, artigos de vestuário utilizados pelo suspeito durante o ilícito, diversos elementos de prova, uma pulseira de prata, um fio de prata e um anel de prata".

A ação da GNR "contou com o reforço de militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Matosinhos e do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Matosinhos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG