Agressão

Carrilho acusa Pedro Strecht de estar do lado de Bárbara Guimarães

Carrilho acusa Pedro Strecht de estar do lado de Bárbara Guimarães

Antigo ministro da Cultura reage à acusação do Ministério Público de que agrediu pedopsiquiatra.

Manuel Maria Carrilho, acusado esta semana pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa de dois crimes de ofensa à integridade física agravada e injúria qualificada por supostamente ter agredido, em pleno tribunal, Pedro Strecht, acusa o pedopsiquiatra de estar do lado da ex-mulher, Bárbara Guimarães, no processo de regulação do poder paternal dos dois filhos menores do casal.

Num comunicado enviado a todas as redações a propósito da notícia que o JN avançou esta quinta-feira em primeira mão de que o antigo ministro da Cultura está acusado no âmbito de um novo processo, Carrilho refere que Strecht atuou, em tribunal, em "conúbio" com Bárbara Guimarães - uma conduta que, garante, terá denunciado à Justiça em janeiro de 2016.

De acordo com a versão de Carrilho - que, quando contactado pelo JN antes da publicação da notícia, negou a existência do processo e da agressão -, o pedopsiquiatra terá tentado "descredibilizar os depoimentos" feito pelo filho mais velho do casal em tribunal. Pedro Strecht é ainda acusado, no mesmo comunicado, de "mentir sem escrúpulos" sobre a situação de Dinis Maria.

Carrilho nega ter agredido o pedopsiquiatra e diz que as "únicas duas testemunhas" do suposto incidente serão o advogado de Bárbara Guimarães, Pedro Reis, e a sua filha, Inês Reis. "O que, a meu ver, diz tudo sobre a intenção e credibilidade desta falsa acusação", acrescenta.

Manuel Maria Carrilho está acusado de dois crimes na sequência de um inquérito conduzido pela 10 ª secção do DIAP de Lisboa. Segundo a acusação, terá agredido e insultado Pedro Strecht - chamado ao tribunal para depor no âmbito de relatórios forenses elaborados para o processo - no intervalo de uma sessão de um julgamento a 22 de Janeiro de 2016. O JN tentou contactar o pedopsiquiatra esta tarde, sem sucesso.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG