Exclusivo

Casal escraviza pastor com cancro durante três anos

Casal escraviza pastor com cancro durante três anos

Marido e mulher de Carrazeda de Ansiães foram detidos pela Polícia Judiciária do Porto.

Um casal residente na aldeia de Penafria, em Carrazeda de Ansiães, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas de ter, durante três anos, mantido como escravo um homem. A vítima, de 66 anos, que guardava cabras, padece, desde criança, de atraso cognitivo, sofre de cancro e não tem qualquer resguardo familiar.

De acordo com a PJ, os suspeitos têm 40 e 43 anos, e estão fortemente indiciados pela prática de um crime de "tráfico de pessoas para exploração laboral". Já foram sujeitos a primeiro interrogatório judicial e ficaram "proibidos de contactar ou de aproximar-se da vítima", que foi colocada numa "instituição de acolhimento para pessoas vítimas deste tipo de crime". O homem chegou a estar institucionalizado em Carrazeda de Ansiães, mas terá sido convencido pelo casal a sair para trabalhar. Aceitou porque não queria viver na instituição social.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG