O Jogo ao Vivo

Fundão

Casal suspeito de triplo homicídio assaltou bomba na A23 esta sexta-feira

Casal suspeito de triplo homicídio assaltou bomba na A23 esta sexta-feira

Sidney Martins e Nélida Guerreiro, que estão em fuga há vários dias, terão regressado a Portugal e assaltado a estação de serviço na A23 na noite de ontem, sexta-feira. Além de vários roubos à mão armada, o casal é suspeito de ter morto uma família em Donai, Bragança.

O último de uma longa lista de roubos ocorreu ontem à noite, no Fundão. Segundo a Guardia Civil espanhola, o casal terá assaltado uma estação de serviço da A23, no sentido norte-sul. Dois dias antes, Sidney, 42 anos, e Nélida, 40, terão roubado outra estação de serviço, desta vez do outro lado da fronteira, em Torresfresno.

PUB

As autoridades espanholas indicam assim que, depois de alguns dias fugidos em Espanha após uma onda de assaltos no Algarve, o casal estará de volta a Portugal, desta vez na zona centro.

Suspeitos de triplo homicídio

Sidney e Nélida são ainda suspeitos de ter cometido um triplo homicídio em Donai, Bragança. Através de ambientes ligados a toxicodependência terão conhecido Carlos Pires e planeado um roubo que terminou em três mortes.

Primeiro, a 9 de julho, terão sido surpreendidos pelos pais de Carlos. Mataram a mãe e feriram o pai. Dez dias depois, tentaram novamente assaltar a casa e desta vez mataram Carlos e o pai. Temendo ser descobertos, rumaram a sul, cometendo vários roubos, principalmente em estações de serviço.

Nos últimos dias, Sidney e Nélida terão fugido para Espanha onde continuaram nos roubos. Ontem à noite, voltaram a cometer um crime em Portugal. Viajam em carros roubados, atuam de cara destapada e são considerados "perigosos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG