Premium

Castigo proposto a obstetra revolta mãe de bebé sem rosto

Castigo proposto a obstetra revolta mãe de bebé sem rosto

O Conselho Disciplinar da Ordem dos Médicos propôs uma pena de suspensão de cinco anos a Artur de Carvalho por não ter identificado as malformações do bebé Rodrigo, que nasceu sem rosto e parte do crânio.

Os 17 médicos que analisaram o caso decidiram que o médico teve uma atuação negligente sem dolo, ao não ter detetado as graves malformações nas ecografias que realizou.

Outras Notícias