Premium

Catalisadores de automóveis são novos alvos de furto

Catalisadores de automóveis são novos alvos de furto

Os catalisadores usados nos automóveis são os novos alvos de grupos criminosos. Só nas últimas duas semanas, e apenas em Odivelas e Loures, da Área Metropolitana de Lisboa, a PSP apanhou seis homens a furtar esta peça colocada no tubo de escape para controlar a emissão de gases poluentes.

Os catalisadores furtados, apurou o JN, são vendidos, intactos e no mercado negro, a oficinas que, em seguida, os utilizam para substituir peças avariadas nas viaturas dos clientes. Ou são desmantelados para que seja possível retirar os componentes em platina, ródio e paládio, materiais nobres e com um alto valor de mercado. Num caso ou noutro, os assaltantes chegam a lucrar mais de mil euros por cada catalisador furtado.

O fenómeno está a ganhar dimensão um pouco por todo o país, mas foi entre Odivelas e Loures que a PSP registou, nas últimas semanas, um número anormal de casos. Todos ocorridos em plena luz do dia e na rua onde os carros estavam estacionados. No dia 19, três homens, entre os 26 e os 30 anos, foram surpreendidos por polícias na posse de uma rebarbadora e de um macaco hidráulico usados nos furtos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG