Operação Swiffer

Chefe-adjunto do Fisco ia ganhar Mercedes por corrupção

Chefe-adjunto do Fisco ia ganhar Mercedes por corrupção

Empresário de Espinho entregou 20 mil euros para se livrar de dívidas de centenas de milhares de euros.

O chefe-adjunto do serviço de Finanças de Vila Nova de Gaia 1 preso pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto, por suspeitas de corrupção, estava a preparar-se para receber de "prenda" um carro de luxo em contrapartida por favores ilícitos a um empresário de Espinho. Trata-se de um Mercedes cuja aquisição estava em curso, mas acabou travada pela intervenção da PJ, ao deter o funcionário das Finanças, uma contabilista e o referido empresário.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG