O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Cibercrime aumenta. Conheça os métodos mais utilizados

Cibercrime aumenta. Conheça os métodos mais utilizados

O Gabinete de Cibercrime do Ministério Público recebeu mais 43% de queixas no primeiro semestre deste ano, em comparação com 2021. Uma tendência de aumento que se verifica desde 2016 e que se fortaleceu com a pandemia da covid-19. Das 852 denúncias recebidas, 102 foram encaminhadas para inquérito e 12 remetidas para a Polícia Judiciária.

Segundo uma nota publicada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), as denúncias de 'phishing' (255 casos) constituíram o principal motivo de denúncias, seguindo-se as burlas com criptomoedas e outros produtos financeiros (63) e ainda as burlas "online".

Desde 2016 que as queixas recebidas pelo Gabinete de Cibercrime têm vindo a aumentar e neste primeiro semestre de 2022 já superaram o total recebido em 2020. De 2016 a 2019, as denúncias aumentaram gradual e lentamente: de 108 até 193. A partir daí, deu-se uma verdadeira explosão de participações que não dá sinais de abrandar: 544 em 2020; 1160 em 2021; e 852 apenas no primeiro semestre deste ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG