Tribunal

Cinco arguidos detidos na operação Lex ouvidos no Supremo

Cinco arguidos detidos na operação Lex ouvidos no Supremo

Os cinco arguidos detidos na operação Lex começaram, esta quarta-feira, a ser ouvidos no Supremo Tribunal de Justiça, numa fase processual que irá prosseguir quinta-feira.

O procurador-geral adjunto junto do Supremo Paulo Sousa e o juiz conselheiro Pires da Graça, da 3.ª Secção Criminal, são os responsáveis pelo interrogatório.

Os procedimentos já terminaram esta quarta-feira e serão retomados de manhã. Três dos arguidos detidos já saíram das instalações do Supremo Tribunal, cerca das 23.55 horas.

Entre os arguidos desta operação estão os juízes desembargadores Rui Rangel e Fátima Galante, a mulher do magistrado, Rita Figueira, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, o vice-presidente do clube, Fernando Tavares.

A 'Operação Lex' investiga suspeitas de corrupção/recebimento indevido de vantagem, branqueamento de capitais, tráfico de influências e fraude fiscal.

Foram realizadas 33 buscas, das quais 20 domiciliárias, nomeadamente ao Sport Lisboa e Benfica, à casa de Luis Filipe Vieira e dos dois juízes e a três escritórios de advogados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG