Óxido nitroso

Cinco botijas da "droga do riso" apreendidas pela GNR em Albufeira

Cinco botijas da "droga do riso" apreendidas pela GNR em Albufeira

Cinco botijas de óxido nitroso, a chamada "droga do riso", foram apreendidas pela GNR em Albufeira. É a segunda apreensão do género, no mesmo concelho, em apenas duas semanas.

As botijas foram encontradas durante umas buscas domiciliárias a dois homens, que estavam a ser investigados pelo roubo por esticão de um telemóvel a um jovem, em Loulé.

Segundo apurou o JN, os dois homens terão abordado o jovem quando ia a caminho da escola. A vítima apresentou queixa e, mais tarde, a GNR identificou os dois suspeitos, residentes no concelho de Albufeira. No âmbito desta investigação, os militares deram cumprimento a três mandados de busca - duas domiciliárias e uma em veículo - na localidade de Paderne.

Durante as diligências, foram apreendidas as cinco botijas, diversos balões, cocaína, uma balança de precisão, um punhal, um isqueiro em forma de arma de fogo, três telemóveis, um veículo, uma chave de outra viatura e dinheiro. Pelo tipo de material apreendido, há fortes indícios de que os detidos se dediquem ao tráfico de estupefacientes, bem como à venda da "droga do riso".

Os detidos foram presentes a tribunal esta terça-feira. Um deles, que será o autor do roubo do telemóvel, ficou em prisão preventiva. O outro, que conduzia o veículo utilizado no crime, ficou em liberdade, sujeito a apresentações diárias às autoridades.

No final de maio, a GNR apreendeu, também em Albufeira, seis botijas de óxido nitroso. Durante uma fiscalização de rotina ao cumprimento do horário de fecho dos estabelecimentos de diversão noturna, os militares viram vários clientes com balões na mão e a inalar a "droga do riso". Entraram no bar, encontraram uma botija atrás do balcão e identificaram o proprietário.

PUB

Mais tarde foram apreendidas mais cinco garrafas, quando estavam a ser vendidas numa rua de Albufeira por um homem, que seria o fornecedor do bar, e que foi também identificado pela GNR.

Apesar de ser conhecido como "droga do riso", o óxido nitroso não é considerado, pela Lei de Combate à Droga, um produto estupefaciente. É um medicamento sujeito a receita médica e é utilizado em meio hospitalar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG