Polícia Marítima

Oito detidos após desembarque em praia de Aljezur

Oito detidos após desembarque em praia de Aljezur

A GNR deteve oito pessoas indocumentadas alegadamente pertencentes a um grupo que desembarcou esta quinta-feira de manhã numa praia de Aljezur, no Algarve.

As autoridades suspeitam que os homens sejam oriundos do Norte de África e investigam se, em causa, está um desembarque de migrantes ou um descarregamento de droga.

O alerta foi dado por volta das 6 horas da manhã por um pescador local. Segundo o comandante da Polícia Marítima de Lagos, Pedro Palma, a testemunha que fez a denúncia relatou que "estava uma lancha de alta velocidade, com três motores, próximo da costa e, em terra, entre a praia do Amado e o Sítio do Forno, estavam entre 12 a 15 pessoas".

A Polícia Marítima (PM) e a GNR foram para o local mas, à chegada, já não encontraram pessoas no areal nem a embarcação, que encetou a fuga em direção ao mar. Pouco tempo depois, a GNR conseguiu intercetar dois homens nas imediações da praia e, mais tarde, outros três, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Aljezur. De acordo com a GNR, no local "foi ainda apreendida uma centena de jerricans de combustível".

Fonte do Comando Distrital da GNR de Faro indicou, mais tarde, que as buscas nas imediações da Carrapateira "permitiram localizar mais seis homens durante a tarde, três e posteriormente outros três, existindo um total de oito pessoas detidas".

A mesma fonte adiantou que os oito homens "já foram submetidos a testes para a despistagem da covid-19, ficando sob custódia da GNR a aguardar para serem presentes ao Tribunal de Portimão", o que deverá acontecer na sexta-feira.

Além da PM e da GNR, as diligências estão a ser desenvolvidas pelo SEF e pela Polícia Judiciária.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG