Trofa

Fugitivos de tribunal no Porto em silêncio no arranque do julgamento

Fugitivos de tribunal no Porto em silêncio no arranque do julgamento

Manuel Santos e Fernando Santos, gémeos de 34 anos, e o sobrinho"Shevchenko", de 20, fugiram a 18 de outubro de 2018 por uma janela do Tribunal de Instrução Criminal do Porto. Começaram esta quarta-feira a ser julgados no Auditório Fórum XXI, na Trofa, sob fortes medidas de segurança.

Na primeira sessão do julgamento, os gémeos e o sobrinho não falaram, apenas falou um comerciante de ouro que está acusado de recetação. Estão a ser julgados por assaltos a 30 idosos, alguns com violência.

Um investigador da PSP disse que já conhecia os gémeos desde os 14 anos porque tinham estado envolvidos em várias situações do género. Destacou que eles tinham muito cuidado com as comunicações e as vigilâncias não eram fáceis.

Segundo este investigador, os arguidos assaltavam casas onde viviam idosos sozinhos ou com outros idosos e na última fase assaltavam casas vazias.

O depoimento do investigador continua durante a tarde.

Fuga do tribunal

Na quinta-feira de 18 de outubro de 2018, minutos depois de terem ouvido o magistrado decretar-lhes prisão preventiva, os três detidos foram conduzidos às celas do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) onde aguardavam uma carrinha celular para serem transportados para Custóias. Sem ninguém se aperceber, os indivíduos apoderaram-se das chaves da cela e, com a ajuda da namorada de um deles, fugiram do edifício do tribunal por uma janela do segundo andar. Já no exterior, apanharam um táxi.

PUB

A PSP colocou de imediato em marcha uma operação nas ruas do Porto, para tentar capturar os homens, considerados "perigosos e potencialmente armados", escreveu aquela força de segurança em comunicado. Os indivíduos, suspeitos de assaltos a 30 idosos, alguns com violência, foram encontrados um dia depois no Parque de Campismo de Medas, em Gondomar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG