Gaia

Condenado a 19 anos de prisão por matar mulher que o chamou com voz estridente

Condenado a 19 anos de prisão por matar mulher que o chamou com voz estridente

Um homem, de 80 anos, foi esta quarta-feira condenado a 19 anos de prisão por ter matado a mulher, em maio de 2021, em Valadares, Gaia, por esta o ter chamado num tom de voz elevado. Após ter asfixiado a vítima, enrolou-a num tapete e atirou-a pelas escadas simulando uma queda.

O acórdão foi proferido, esta quarta-feira de manhã, no Tribunal de São João Novo, no Porto, e foi dado como provado que o arguido, António Teixeira, irritado com o tom de voz da mulher, Beatriz Cadinha, lhe tapou a boca para a calar e, em seguida, lhe apertou o pescoço até a asfixiar.

Em seguida, para esconder o que fizera, enrolou o corpo da vítima num tapete e tentou transportá-lo desde o primeiro andar. Mas o corpo escorregou e rebolou até ao rés-do-chão, tal como o suspeito.

António Teixeira posicionou o corpo por forma a que parecesse que tinha sofrido uma queda acidental e telefonou a um dos filhos, que se deslocou à residência dos pais e telefonou para o 112.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG