Exclusivo

Condenados a 21 anos de prisão por matarem pai que resgatou menor de casamento forçado

Condenados a 21 anos de prisão por matarem pai que resgatou menor de casamento forçado

Familiares do noivo mataram cigano que desafiou tradição e salvou menina de 13 anos de união urdida por clãs de Lousada.

Dois homens, de 25 e 37 anos, foram condenados a 21 anos de prisão por homicídio qualificado. A vítima foi um homem, de 39 anos, que ousou ir contra a tradição cigana ao ajudar a filha, de 13 anos, a fugir de um casamento forçado. A pena foi confirmada, em julho deste ano, pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

O crime ocorreu a 5 de julho de 2019, em Foz Côa. Uma semana antes, Francisco Cardoso, 39 anos, denunciara à GNR que a filha menor estava sequestrada pelo "noivo", de 17 anos, em casa do pai deste, em Lousada. Em março daquele ano, seguindo o costume cigano, as famílias dos menores tinham apadrinhado um casamento entre ambos. Porém, três meses depois, a "noiva" pediu ao pai para a ir buscar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG