Exclusivo

Confessa que matou amigo por causa de insultos

Confessa que matou amigo por causa de insultos

Arguido diz que, "se pudesse, voltava atrás". MP admite que o crime não teve "motivo fútil".

"Ele estava bêbado e ofendeu-me. Chamou-me cabrão, filho da p*ta e mandou limpar a casa com os cornos. Passei-me. Agarrei na faca e matei-o", justificou esta terça-feira o arguido ao coletivo de Juízes do Tribunal de Beja, Manuel dos Santos, acusado da morte do amigo Francisco Ferro, com seis facadas.

Conhecido como "Blé Açorda", de 59 anos, o arguido disse que a vítima, o "Chinês", de 63 anos, "foi atingido com três facadas". E alegou, em contradição com o que dissera às autoridades durante a investigação, que a vítima "estava de frente" para si "e tentou defender-se".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG