Baião

Confirmada condenação de agricultor que tentou matar filho e cunhados

Confirmada condenação de agricultor que tentou matar filho e cunhados

O Tribunal da Relação do Porto confirmou a condenação a prisão efetiva de um agricultor de Baião por tentativa de homicídio qualificado com premeditação do filho e dos cunhados.

O réu, Joaquim Pereira, 56 anos conhecido pela alcunha de "Carroça", havia sido condenado em primeira instância pelo Tribunal de Penafiel. A pena foi agora confirmada pela Relação.

O recurso havia sido apresentado pela defesa de Joaquim Pereira que considerava "as penas aplicadas ao arguido injustificadas, incompreensíveis, imerecidas e injustas" pedindo "a sua revogação e o consequente reequacionamento", de acordo com a matéria apurada. "Não se mostra feita a indicação completa das provas, nem, em absoluto, o exame crítico das mesmas provas que vieram a formar a convicção do tribunal", pode ler-se no recurso.

Porém, o Tribunal da Relação considerou que a argumentação se resume "a expressões de mera discordância", assim, entende a Relação, "as penas" aplicadas pelo Tribunal de Penafiel "não merecem qualquer reparo" considerando "improcedente o recurso".

O arguido foi condenado a um cúmulo jurídico de 12 anos e oito meses por três crimes de homicídio na forma tentada, um crime de dano e dois crimes de detenção de arma proibida. Os crimes remontam a 18 de janeiro de 2019, em Senrradelas, Soalhães, no Marco de Canaveses e em Gosende, Gôve, no concelho de Baião.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG