Montijo

Construtor civil acusado de ficar com dinheiro de contribuições ao Estado nos salários 

Construtor civil acusado de ficar com dinheiro de contribuições ao Estado nos salários 

O Ministério Público do Montijo acusou um empresário da construção civil de reter ilegalmente mais de 20 mil euros das contribuições dos salários dos trabalhadores ao Estado.

Em causa estão os pagamentos à Segurança Social, que não foram realizados entre outubro de 2014 e julho de 2018.

De acordo com a acusação, o arguido fez, no momento do pagamento dos salários, a retenção na fonte dos montantes devidos à Segurança Social, mas não procedeu à sua entrega nos serviços, apropriando-se deles.

Ao todo, a quantia retida nos salários e não entregue à Segurança Social ascende a 20.783,82 euros. O suspeito vai responder por abuso de confiança contra a Segurança Social, que lhe exige o valor em falta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG