Premium

Culpa jogo e divórcio por ter desviado dinheiro da Câmara

Culpa jogo e divórcio por ter desviado dinheiro da Câmara

Um funcionário da autarquia de Montalegre confessou em tribunal ter-se apoderado de 66 mil euros de seguros.

Um antigo técnico superior da Câmara de Montalegre confessou ontem, em tribunal, ter desviado mais de 66 mil euros da Autarquia, referentes a prémios de seguros e a um apoio financeiro atribuído a uma associação local. Culpou um divórcio conturbado e o vício do jogo por ter sucumbido à tentação de se apoderar do dinheiro.

O funcionário público, de 44 anos, está a ser julgado, no Tribunal de Vila Real, por seis crimes de falsificação de documentos, 13 crimes de falsificação informática e 13 crimes de peculato.