José Sócrates

Defesa de Sócrates "relativamente satisfeita" com decisão da Relação

Defesa de Sócrates "relativamente satisfeita" com decisão da Relação

O advogado de José Sócrates disse, esta quinta-feira, estar "relativamente satisfeito" com o acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa que decidiu não se justificar a continuação do segredo de justiça interno do processo da "operação Marquês".

Em conferência de imprensa, João Araújo afirmou estar "relativamente satisfeito com este resultado [o acórdão]", acrescentando que só não está completamente "porque José Sócrates ainda está em casa em vez de estar a responder às perguntas dos jornalistas".

O Tribunal da Relação de Lisboa decidiu hoje que não se justifica a continuação do segredo de justiça interno na "operação Marquês", pelo que a defesa de José Sócrates deve ter acesso a todos os autos da investigação.

Para o advogado do ex-primeiro ministro a decisão do tribunal superior significa que "um processo que foi construído com base no segredo, na ocultação no truque vai deixar de poder continuar assim. A partir de agora cartas na mesa", disse.

José Sócrates foi detido a 21 de novembro de 2014, no aeroporto de Lisboa, indiciado pelos crimes de fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito, tendo ficado preso preventivamente no Estabelecimento Prisional de Évora.

A medida de coação foi alterada para prisão domiciliária, com vigilância policial, a 05 de setembro.

Outras Notícias