Operação Lex

Demissão de Rangel aprovada com ausência da maioria dos vogais políticos

Demissão de Rangel aprovada com ausência da maioria dos vogais políticos

O juiz Rui Rangel foi, na terça-feira, demitido pelo Conselho Superior da Magistratura, devido ao envolvimento no processo criminal Operação Lex, no qual Luís Filipe Vieira também é arguido.

A maioria dos vogais que representam o poder político no Conselho Superior da Magistratura (CSM) ausentou-se da reunião, mas não deixou este órgão disciplinar sem quórum e não o impediu, na terça-feira, de aprovar a demissão do juiz desembargador Rui Rangel e a aposentação compulsiva da sua ex-mulher e também desembargadora, Fátima Galante, por factos apurados num processo-crime que ainda não tem acusação deduzida.

Não teve unanimidade a aprovação das penas disciplinares com base em provas da Operação Lex, onde se investigam eventuais crimes de corrupção e tráfico de influência que visavam o favorecimento, num processo fiscal de mais de um milhão de euros, do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, entre outros.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG