Portimão

Denúncia anónima sobre queda de criança de falésia leva Polícia a fazer buscas

Denúncia anónima sobre queda de criança de falésia leva Polícia a fazer buscas

Uma denúncia anónima sobre uma eventual queda de uma criança de uma falésia em Portimão levou a Polícia a fazer buscas, até agora sem sucesso. As autoridades colocam a hipótese de se tratar de uma "brincadeira de mau gosto".

"Por favor, foi jogada uma criança de três meses da falésia da praia da Rocha. Por favor, procurem a criança". Esta denúncia anónima, enviada à Polícia Marítima de Portimão, esta quinta-feira, levou as autoridades a desencadear uma operação de buscas, que se revelaram infrutíferas.

A Polícia recebeu a denúncia por email. O remetente não se identificou nem forneceu informações adicionais. Segundo o comandante do Porto de Portimão, Rodrigo Paços Gonzalez, apesar de se tratar de uma denúncia anónima, não se pode "descartar quaisquer cenários e a decisão foi a de avançar para as buscas". Ao final da tarde, as operações foram suspensas, sem resultados.

Perante a possibilidade de se ter tratado de uma "brincadeira de mau gosto", o comandante coloca a hipótese de reportar a situação ao Ministério Público para que sejam apuradas eventuais responsabilidades criminais, tendo em conta a quantidade de meios de emergência e socorro que foi necessário empenhar nesta operação.

Além da Polícia Marítima, as buscas envolveram elementos da Marinha, do Instituto de Socorro aos Náufragos e dos Bombeiros Voluntários de Portimão.

Outras Notícias