O Jogo ao Vivo

GNR

Detetados 29 acampamentos ocasionais ilegais em Grândola

Detetados 29 acampamentos ocasionais ilegais em Grândola

A GNR elaborou na segunda-feira 29 autos de contraordenação por acampamentos ocasionais ilegais, na lagoa de Melides, no concelho de Grândola, distrito de Setúbal.

Em comunicado, o Comando Territorial de Setúbal da GNR revela que os autos foram aplicados durante uma operação de fiscalização a um acampamento ocasional, realizada na segunda-feira na área protegida da lagoa de Melides.

O Comandante do Destacamento Territorial de Grândola, Miguel Mendes, adiantou esta terça-feira à agência Lusa que foram fiscalizados 29 acampamentos ocasionais, ocupados por 65 pessoas de várias nacionalidades "que foram notificadas na hora para saírem do local".

"Já é uma prática reiterada dos estrangeiros e de alguns portugueses em acampar na zona mais resguardada da lagoa de Melides que permanecem, em alguns casos, durante meses em veículos adaptados, caravanas e tendas", explicou.

Segundo o responsável, os acampamentos "são ilegais porque necessitam de um licenciamento da Câmara Municipal de Grândola" e alguns dos terrenos, "sendo privados, precisam de autorização do proprietário".

De acordo com a GNR, a presença contínua de acampamentos põe em causa a fauna e flora daquela área protegida, devido ao tempo de permanência nos locais e ao lixo causado pelos utilizadores, sendo a infração punível com um coima até 200 euros.

A operação mobilizou 10 militares do Destacamento de Intervenção de Setúbal e sete elementos do Núcleo de Proteção Ambiental de Grândola e do Posto Territorial de Grândola.

Outras Notícias