Operação Feliz Navidad

Detida família de carteiristas responsável por dezenas de furtos

Detida família de carteiristas responsável por dezenas de furtos

A PSP deteve quatro mulheres e um homem, com idades entre os 30 e os 70 anos e todos da mesma família, por suspeita de dezenas de crimes de furto e burla informática em várias zonas do Centro e Sul do país.

A célula de carteiristas agora desmantelada era liderada por uma mulher de 70 anos que instruía as duas filhas, o filho e as duas netas a partir da casa familiar em Palmela.

Os suspeitos, todos oriundos de um país da América do Sul, atuavam principalmente em supermercados, lojas e centros comerciais e tinham um grande alcance geográfico, desde Coimbra a Tavira, passando pelas regiões autónomas. Porém, a sua principal área de atuação era na zona da Grande Lisboa.

Após os furtos em estabelecimentos comerciais, os suspeitos procediam ao levantamento de dinheiro e pagamentos bancários com os cartões obtidos.

Prejuízo de 21 500 euros

Ao longo de mais de um ano, a PSP conseguiu reunir informações que apontam para a realização de mais de 30 furtos e 12 burlas informáticas que causaram um prejuízo de 21 500 euros.

No passado dia 13, a a PSP montou uma operação, batizada de Feliz Navidad, para neutralizar os criminosos. Localizou três das suspeitas na zona do Seixal e ficou a monitorizar os seus movimentos.

PUB

Os polícias viram as mulheres a furtar uma carteira a uma idosa numa loja e seguiram-nas até uma caixa automática onde usaram o cartão furtado para levantar 400 euros em dois levantamentos. Depois, as suspeitos fugiram do local numa viatura e acabariam por ser intercetadas em segurança, já na zona da Costa da Caparica.

No momento da detenção os polícias apreenderam o telemóvel e o cartão bancário furtados momentos antes, bem como todo o dinheiro proveniente do furto e dos levantamentos bancários que foram entregues à vítima. Foi ainda possível recuperar a carteira da idosa deitada fora pelas carteiristas logo após do furto.

Mais tarde e no seguimento da operação para neutralização do bando, os polícias detiveram, desta vez fora de flagrante delito, outros dois suspeitos visados no inquérito, o homem na Costa da Caparica e outra mulher, na Sobreda da Caparica.

Cinco carteiristas detidos e mais dois indiciados

Com estas cinco detenções, três em flagrante delito e duas em cumprimento de mandados de detenção fora de flagrante delito, a PSP desmantelou esta rede familiar e criminosa que operava em bando e de forma ativa em todo o território nacional. Além dos cinco carteiristas agora detidos estão indiciados mais dois, igualmente da mesma família.

O Juiz de Instrução Criminal da Amadora, a quem os cinco detidos foram apresentados para primeiro interrogatório, decretou que quatro ficassem a aguardar julgamento em prisão preventiva e uma quinta ficasse sujeita a apresentações periódicas às autoridades.

Em comunicado, a PSP explica que "a Operação foi batizada como Feliz Navidad devido à quadra que atravessamos e como meio da PSP garantir uma maior segurança a toda a população que nesta altura do ano se movimenta por centros comerciais, supermercados e comércio em geral e que assim, com esta ação policial, se granjeia e almeja maior segurança".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG