Arouca

Detida pela GNR por furar isolamento anticovid

Detida pela GNR por furar isolamento anticovid

A GNR deteve, na localidade de Mansores, no concelho de Arouca, uma mulher, de 57 anos, que estava a violar o isolamento profilático imposto pela Autoridade de Saúde.

Foi no decorrer de uma ação de policiamento para a verificação do dever de confinamento obrigatório, que os militares da GNR "deslocaram-se à residência da visada, onde verificaram que esta se tinha ausentado do domicílio", adianta a Guarda.

Pelo que o JN apurou, a mulher foi detida quando regressava a casa.

Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Arouca, que irá indiciá-la pelo crime de desobediência.

"A GNR recorda que ficam em confinamento obrigatório, em estabelecimento de saúde, no respetivo domicílio ou noutro local definido pelas autoridades de saúde todos os doentes com COVID-19, os infetados com SARS-CoV-2, e os cidadãos relativamente a quem a autoridade de saúde ou outros profissionais de saúde tenham determinado vigilância ativa. A violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência", adiantou ainda a GNR em comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG