Arouca

Detida por burla ao pedir para tratamentos de saúde inexistentes

Detida por burla ao pedir para tratamentos de saúde inexistentes

A GNR de Arouca deteve uma mulher, de 59 anos, que tentava burlar uma pessoa com a alegada necessidade de dinheiro para pagar tratamentos de saúde. A detida tinha pendente um mandado de detenção para cumprir pena de prisão.

A GNR explica que, na sequência de uma denúncia de que estaria a acontecer uma burla num parque de estacionamento da localidade, os militares da Guarda deslocaram-se ao local e localizaram a suspeita,.

"Utilizava um esquema que se inicia através da abordagem à vitima para venda ambulante de roupa e acaba com a cedência de valores monetários para pagamento de tratamentos médicos que na realidade não existem", explicou a GNR.

PUB

Ou seja, tentava convencer os clientes de que precisava de dinheiro para pagar os alegados tratamentos de saúde, que não existiam.

Durante as diligências policiais e no momento da identificação da suspeita "constatou-se que a mulher tinha pendente um mandado de detenção para cumprimento de pena de três anos de prisão pelo crime de burla qualificada".

Foi detida e conduzida ao Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG