PJ

Detidos dois bombeiros suspeitos de atear fogos em Odivelas

Detidos dois bombeiros suspeitos de atear fogos em Odivelas

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois bombeiros, de 19 e 27 anos, suspeitos de crimes de incêndio florestal no concelho de Odivelas, distrito de Lisboa, tendo-lhes sido decretada prisão preventiva pelo tribunal, divulgou, esta sexta-feira, esta força policial.

Os fogos terão sido provocados com recurso a chama direta, através de isqueiro, utilizando acendalhas como potenciador de combustão, em dois locais distintos e com manchas florestais muito significativas, colocando em perigo, paralelamente, aglomerados populacionais e diversas outras infraestruturas, explicou a PJ em comunicado.

As investigações realizadas pela Diretoria da PJ de Lisboa e Vale do Tejo, incidiram sobre a ocorrência de diversos incêndios florestais no concelho de Odivelas.

PUB

Após a recolha de provas, foi feita a identificação, localização e detenção fora de flagrante delito, de dois homens, ambos de nacionalidade portuguesa, por existirem contra eles "fortes indícios da prática de crimes de incêndio florestal", explicou a força policial.

Os dois detidos, sem antecedentes criminais e que desempenham a atividade de bombeiros, foram presentes ao Tribunal de Instrução Criminal de Loures, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação mais gravosa, de prisão preventiva, adiantou ainda a PJ no comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG