PSP

Detidos três suspeitos de vaga de assaltos em Espinho

Detidos três suspeitos de vaga de assaltos em Espinho

Três pessoas foram detidas por suspeitas de autoria de uma vaga de assaltos em Espinho, revelou esta quinta-feira a Câmara Municipal e o comando distrital de Aveiro da PSP, que informou ter a decorrer várias buscas.

Um desses homens está em prisão preventiva desde terça-feira, segundo informou esta quinta-feira a PSP, e outros dois foram detidos esta madrugada, como avançou a autarquia.

Segundo fonte oficial da Câmara de Espinho, "ficou em prisão preventiva o homem de 47 anos por suspeita de ser o autor da onda de assaltos e de furtos ocorridos na cidade nas últimas semanas".

"O homem, que tinha saído do estabelecimento prisional no passado mês de novembro, onde cumpriu pena de 10 anos por furtos e roubos, foi agora referenciado em dezenas de processos como tendo sido o autor de crimes de furto em estabelecimento e residências na zona de Espinho, ascendendo o valor dos furtos e dos danos a vários milhares de euros", acrescentou a PSP.

Quanto às outras duas detenções, realizadas durante a madrugada desta quinta-feira, a PSP não deu pormenores, mas fonte da Câmara Municipal disse que envolvem os "alegados autores dos crimes de ameaça e roubo a pessoas e residências", acrescentando que serão presentes sexta-feira ao juiz de Instrução Criminal.

Realçando que a investigação criminal desenvolvida pela divisão local da PSP demonstrou "um trabalho competente e eficaz, [realizado] com muito poucos meios", o presidente da autarquia, Joaquim Pinto Moreira, disse agora esperar "que o sentimento de segurança seja restabelecido na cidade".

A onda de assaltos registada desde o início do ano em Espinho criou um sentimento de insegurança entre a população e levou o presidente da Câmara local a reclamar um reforço do policiamento e a requerer a instalação de câmaras de videovigilância.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG