Exclusivo

Diretor da Câmara de Fafe julgado por venda de terreno ao filho

Diretor da Câmara de Fafe julgado por venda de terreno ao filho

Manuel Joaquim Costa, diretor do Departamento Administrativo da Câmara Municipal de Fafe, vai ter de ir a julgamento pela prática de um crime de abuso de poder e de falsificação ou contrafação de documento. A decisão do Tribunal da Relação de Guimarães vem contrariar o último despacho proferido por um Juiz de Instrução Criminal que havia decidido não pronunciar o arguido.

Em janeiro, o Ministério Público recorreu para o Tribunal da Relação de Guimarães que deu provimento ao documento e fará com que o processo siga para julgamento.

Em causa está uma denúncia investigada pelo DIAP do Porto que concluiu que "este funcionário que pagou por um lote de terreno pertença do município, em 1987, cerca de oito mil euros sem que, desde então, tivesse conseguido celebrar a escritura pública de compra e venda por não possuir o terreno as infraestruturas de água e saneamento que a Câmara se comprometera a realizar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG