Buscas

Diretor da PJ recebeu na Indonésia oferta de entrega de Pedro Dias

Diretor da PJ recebeu na Indonésia oferta de entrega de Pedro Dias

O diretor nacional da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, disse que a oferta de entrega de Pedro Dias lhe foi feita por telefone para a Indonésia, onde se encontra a participar na Assembleia-Geral da Interpol.

"Fui contactado para o telemóvel a dizerem-me que o Pedro Dias se queria entregar e o que fiz foi deslocar os meios que tinha no local, para o efeito", afirmou Almeida Rodrigues, contactado pela Lusa por telefone, sublinhando que não houve qualquer negociação com a defesa do alegado homicida de Aguiar da Beira.

Segundo o diretor nacional da PJ, Pedro Dias foi transportado por uma "equipa de vigilância" da PJ que estava mais próxima do local onde foi capturado, em Arouca, a escassos metros da Câmara Municipal e da casa dos país, onde vive a sua filha.

PUB

Pedro Dias entregou-se terça-feira às autoridades, na presença de jornalistas da RTP e do "Diário de Coimbra", por volta das 21.24 horas, em Arouca, e antes das 23 horas já estava a caminho da Guarda, onde chegou cerca da meia-noite e deverá ser presente a um juiz de instrução criminal nas próximas 48 horas, segundo a advogada que o representa, Mónica Quintela.

Mónica Quintela, disse à Lusa que o seu cliente decidiu entregar-se às autoridades perante jornalistas para "preservar a sua segurança e integridade".

Pedro Dias entregou-se numa casa que fica a cerca de 200 metros da habitação principal dos seus pais, sendo visível a sua detenção, algemado, a entrar num carro da polícia, filmado em direto pela RTP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG