Leiria

Diretor de lar acusado de mentir para benemérito ser vacinado

Diretor de lar acusado de mentir para benemérito ser vacinado

O diretor de um lar na Caranguejeira, Leiria, foi constituído arguido por falsas declarações. Aquele responsável atestou que um benemérito da instituição pertencia à Direção, fazendo com que fosse vacinado indevidamente contra a covid-19.

Segundo uma nota do Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) Regional de Coimbra "o arguido, membro da direção de uma IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social) com sede no concelho de Leiria, terá prestado informação falsa à equipa de enfermagem que se encontrava a proceder à vacinação contra a covid-19 dos utentes da mencionada IPSS".

De acordo com o DIAP, o diretor "confirmou que um benemérito da instituição pertencia à sua direção, sendo frequentador habitual do espaço", conseguindo, assim, que o mesmo "também fosse vacinado sem que cumprisse qualquer critério de elegibilidade para vacinação prioritária".

A investigação foi dirigida pelo MP do DIAP Regional de Coimbra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG